* Outros Blogs do meu Grupo *

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Rosa das rosas

Se eu pudesse …
vestia o teu corpo
de rosas vermelhas!
Olhava-te,
seduzia-te …

Ao meu redor,
exalava do teu corpo,
o aroma das rosas.

Desse corpo
de incontida paixão,
tirei uma a uma,
cada rosa vermelha.

Teu corpo ficou belo,
muito belo …
sofri,
perante o meu oásis!!!

José Manuel Brazão


[....]

Cada rosa com que enfeitaste meu corpo
De botões desabrocharam-se em flor
E são milhares de botões
Caindo em pétalas de diversos matizes
Todos eles em tons de vermelho-paixão
Lembrando-me cheiros do nosso amor
Forte, intenso e lascivo
Eternizados na beleza e na cor
Comemos cada pedaço dessa maçã-do-amor
Reminiscências de cada momento vivido
E nosso sofrer pela distância
Torna-se belo e calmo
Diante da grandeza do oásis almejado.

Luciana Silveira

1 comentário:

Valquíria Oliveira Calado disse...

São roas pra um amor
rejeitadas, temidas por seu ardor
são espinhos visto na flor
que machucam e causam rubro

São rosas vermelhas amor
paixão de um sofrido coração
que por fé acendeu a chama
colorindo auroras em vão

São flores de fogo frio
é frio que queima a gente
e amando assim deixa ser "são"
pra singularizar dentro da gente.

Abraço o amigo, tenho boa semana.