* Outros Blogs do meu Grupo *

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Vive... nunca desistas!

Prendi o cabelo
Tirei o batom
Por fora o sorriso amarelo
máscara do ofício.
Por dentro
Choro e dor...
Tristeza desmedida
vontade de viver
escapando pelos dedos
Nada faz sentido..
Só a morte
Branda e doce
Me convida pra uma valsa
E hoje me apetece
Jogar-me em seus braços
Lânguidos e frios..
Fim do tormento
Noite infinita.
........................mas uma tênue chama
continua a queimar.... tendo em minhas lágrimas
seu combustível...


Sandra Freitas

[....]

Mulher sorridente,
doce,
de amor ardente,
porque não vives?

Tens medos,
hesitações;
agarrada ao passado,
que já passou!

No presente
liberta as amarras
que trazes contigo
e dá-te à Vida!

Mostra
que tens muito amor
para dar
e queres receber
de quem te compreenda
e te ame!

Mostra
que não queres o Outono
na tua vida
e esperas florescer
com uma primavera
de muita flor,
de muito encanto!

Mostra
que queres viver…
e eu estarei aqui
para que nunca desistas!

José Manuel Brazão

1 comentário:

Andréia Jacomelli disse...

Olá, amigo Zé! Passando pra admirar as produções e tbm pra deixar um convite.
Tive uma ideia inquietíssima: criei no Palavra Inquieta um espaço para as produções textuais dos nossos Inquietinhos: o Palavrinhas Inquietas! Passa lá e confere os detalhes da iniciativa. Acho que vc vai gostar... Corre lá! Bjs.
http://ajacomelli.blogspot.com