* Outros Blogs do meu Grupo *

sábado, 14 de abril de 2012

Um ninho como doce prisão


Voaste por aí
num desejo de libertação
do teu querer e sentir,
mas tanto procuraste
e não encontraste
o melhor para ti
ocupando o teu coração!

Agora de asas partidas
já não sabes como voltar
para o cativeiro do amor
onde te espero
nesta doce prisão!
Vem, vem até mim
neste céu gradeado!

José Manuel Brazão


[..]

Voei, voei...
tanto  voei que
A amargura tomou conta
do coração pela falta do adeus,
do abraço apertado,
do beijo de despedida.

E o desejo insano de libertação
prendeu-o nas cordas do coração.

De asas partidas,
não posso mais voar
Preciso de um ninho,
sentir de novo a emoção desperdiçada,
a lágrima perdida, o calor do abraço,
o sabor do beijo.

Deixe aberto o caminho,
Arranque as grades do céu
 Uma doce prisão, não precisamos.
E sim de um ninho nas nuvens
Para viver essa doce paixão.

Sueli Rodrigues



2 comentários:

Sueli Rodrigues disse...

Ficou lindo!

Dilmar Gomes disse...

Belo duo!
Um abraço e um lindo fim de semana.